fbpx

AIDA (atenção, interesse, desejo e ação): Saiba como usar esse método

Você já ouviu falar no termo AIDA? Esse método ajuda as marcas a entenderem o comportamento dos consumidores, pois explica todos os estágios que um cliente passa para chegar a decisão final de compra (ou não) de um produto ou serviço.

Ao compreender quais são os pensamentos, desejos e necessidades do seu público, você consegue desenvolver estratégias mais assertivas que os levem a conversão. Se o seu objetivo é entender cada uma das etapas da metodologia AIDA e como usá-la, chegou ao lugar certo.

Pronto para descobrir como esse método pode ajudar o seu negócio? Então vamos lá!

O que é AIDA?

O acrônimo AIDA (atenção, interesse, desejo e ação) se refere a um método criado no século 18 pelo americano E. St. Elmo Lewis, com o objetivo de entender o comportamento do consumidor e assim guiá-lo pela jornada de compra. Com o tempo essa ideia evoluiu, e hoje o método AIDA é um ciclo pelo qual os consumidores devem passar durante o processo de conversão.

Cada uma dessas letras representa uma etapa pela qual o cliente passa até finalmente realizar a compra. Primeiro você deve atrair a atenção, em seguida é necessário definir ações para manter o interesse do consumidor no produto. Depois é muito importante criar desejo para que, no fim, o cliente tome a decisão de comprar.

No marketing é muito comum essa metodologia ser usada  no design e conteúdo das páginas na internet para atrair os consumidores.

As fases do método AIDA

Entender cada uma das etapas do método AIDA é importante, mas lembre-se que também é importante saber qual é o perfil do seu público, a sua persona, para que você possa usar essa estratégia da melhor forma e, consequentemente, obter resultados significativos. Dito isso, vamos as fases:

Atenção

A primeira fase trata-se sobre a necessidade de ganhar a atenção do potencial cliente. Afinal, se ele não souber que a sua empresa existe obviamente você não vai conseguir vender, certo? Por isso chamar a atenção é tão importante e dá para fazer isso de diferentes maneiras.

Crie conteúdos úteis e relevantes, use diferentes linguagens para prender a atenção do consumidor e fazê-lo parar e se concentrar na sua marca. Leve em consideração a localização da persona e o tipo de conteúdo que ela geralmente consome. Dessa maneira, você não corre o risco de divulgar sua marca para quem não tem o mínimo interesse nela.

Nessa etapa é muito importante criar títulos impactantes e chamativos que façam as personas se interessar em saber mais. Outra dica é usar técnicas de SEO para ranquear bem no Google e assim conseguir captar a atenção dos usuários.

Interesse

Pronto! Você conseguiu chamar a atenção do consumidor, mas para que a sua mensagem seja transmitida corretamente é necessário que o foco dele permaneça em você. Para conseguir manter o interesse é simples: mostre que sabe qual é a necessidade dele e que tem a solução que ele procura.

É hora de usar argumentos de persuasão para informar, educar e engajar o consumidor em relação as dúvidas dele. Quanto mais você despertar curiosidade, melhor. Além disso, essa fase está totalmente alinhada com a primeira, pois se você chamou a atenção do consumidor falando sobre mesas para escritório, não adianta tentar vender roupas de cama. Seja coerente e cumpra o que prometeu ao chamar a atenção do cliente.

Desejo

Você como consumidor deve entender bem que só o interesse não gera compra, né? Na fase anterior você já entendeu as necessidades da persona e destacou que possui a solução. Agora é hora de instigar a sua persona, criar nela o desejo de aproveitar as vantagens que o seu produto ou serviço oferece.

Nessa etapa, o consumidor está avaliando se a sua marca é a melhor opção. Assim, é necessário mostrar todas as suas qualidades e adiantar a sensação de desejo.

Para isso, invista em conteúdos relevantes que agreguem valor a sua marca, como cases de sucesso, avaliações de clientes, comparativos, e-books, guias ou tutoriais.

Ação

Por fim, para que o método AIDA realmente funcione da maneira esperada, é o momento de criar a sensação de urgência para que a negociação seja efetivada. É importante destacar que uma ação nem sempre é uma compra. Tudo vai depender do seu objetivo, seja ele fazer o consumidor comprar um produto, acessar o seu site, assistir um vídeo, realizar a inscrição na sua newsletter e outros.

É importante que você invista em estímulos para facilitar a decisão da persona em realizar uma ação. Portanto, faça uso de Call To Actions (CTA), por exemplo: “Inscreva-se no curso!”, “Marque seu amigo nos comentários”, “Clique aqui e compre agora!”.

Além disso, aposte também em testes gratuitos e frases com o senso de urgência, como: “apenas hoje”, “só até amanhã”, “oferta única” e etc. Desta maneira ficará claro para a persona qual é a ação que ela deve realizar.

Agora ficou mais fácil para você criar conteúdo na internet de maneira estratégica, basta usar o método AIDA como base. Mas se você quiser mais resultados com Marketing Digital, que tal um planejamento completo? Nós podemos te ajudar. Entre em contato e solicite um orçamento.

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Receba nossas publicações

Publicações relacionadas

Copyright 2020 © Todos os direitos reservados para Selo7 Consultoria